Insperia

Loading...

XVI ENANPUR

Espaço, Planejamento e Insurgências:

Alternativas Contemporâneas para o Desenvolvimento Urbano e Regional

O espaço social, urbano e regional, vem ganhando cada vez maior proeminência na vida contemporânea, colocando em evidência não somente as demandas para seu planejamento mas especialmente suas apropriações insurgentes. As mobilizações políticas contemporâneas ressaltam a premência de uma renovada compreensão dos processos socioespaciais e políticos que vivemos e criam a necessidade de avanços nas nossas pesquisas e discussões a respeito da produção do espaço urbano-regional. O XVI ENANPUR, a se realizar em Belo Horizonte em maio de 2015, tomou como referência temática a questão do espaço, do planejamento e da insurgência sócio-política no contexto urbano-regional, considerando que esta contemporaneidade pode lançar uma nova perspectiva sobre os temas que historicamente têm orientado nossos estudos e pesquisas no país. De outra parte, as visões tradicionais do desenvolvimento há muito vêm sendo questionadas, ou mesmo negadas, e a construção de alternativas para novas oportunidades e possibilidades de organização socioespacial no país – e particularmente na escala urbano-regional – é a referência principal que deve orientar nossos estudos, propostas e debates no XVI ENANPUR. Neste sentido, os dez subtemas, as mesas e as demais sessões devem se somar na invenção de alternativas contemporâneas para o desenvolvimento urbano e regional no Brasil.

Belo Horizonte, 18 a 22 de maio de 2015

ISSN:

Buscar conteúdo:

Expediente

Diretoria Gestão 2013/2015

Presidente:
Virginia Pitta Pontual (MDU/UFPE)

Secretária Executiva:
Lúcia Leitão Santos (MDU/UFPE)

Secretário Adjunto:
Fabiano Rocha Diniz (MDU/UFPE)

Diretores:
Eduardo Alberto Cusce Nobre (PPGAU/USP)
Ivo Marcos Theis (PPGDR/FURB)
Pedro de Novais Lima Júnior (IPPUR/UFRJ)
Rodrigo Ferreira Simões (CEDEPLAR/UFMG)

Conselho Fiscal (Titulares):
Benny Schvasberg (PPGAU/FAU-UnB)
Eneida Maria Souza Mendonça (PPGAU/UFES)
Simaia do Socorro Sales das Mercês (NAEA/UFPA)

Conselho Fiscal (Suplentes):
Clarice Maraschin (PROPUR/UFRGS)
Francisco de Assis da Costa (PPGAU/UFBA)
Geraldo Majela Gaudêncio Faria (PPGAU/UFAL)

Instituições Promotoras do XVI ENANPUR

  • Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional – Anpur
  • Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional – Cedeplar/UFMG
  • Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo – NPGAU/UFMG
  • Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – PPGCS/PUC-Minas
  • Programa de Pós-Graduação em Economia – PPGE/UFU
  • Programa de Pós-Graduação em Geografia – PPGG/UFMG

Comissão Organizadora do XVI ENANPUR

Coordenação Geral:
Rodrigo Simões – Cedeplar/UFMG

Sub-coordenação Geral:
Heloisa Costa – PPGG/UFMG

Coordenação do Comitê Científico:
Jupira Gomes de Mendonça – NPGAU/UFMG

Coordenação das Sessões Livres:
Geraldo Costa – PPGG/UFMG

Comissão Organizadora Local:
Bernardo Campolina – Cedeplar/UFMG
Daniel Freitas – NPGAU/UFMG
Fabiana Oliveira Araújo – NPGAU/UFMG
Geraldo Costa – PPGG/UFMG
Heloisa Costa– PPGG/UFMG
Humberto Martins – PPGE/UFU
João Tonucci – PPGG/UFMG
Juliana Jayme – PPGCS/PUC-Minas
Júnia Ferrari – NPGAU/UFMG
Jupira Mendonça – NPGAU/UFMG
Marcos Gustavo Melo – NPGAU/UFMG
Pedro Amaral – Cedeplar/UFMG
Roberto Luís Monte-Mór – Cedeplar/UFMG
Rodrigo Simões – Cedeplar/UFMG

Corpo Editorial – Comitê Científico

Sessão Temática 1: Produção e estruturação do espaço urbano e regional
Rainer Randolph (IPPUR/UFRJ)
Olga Firkowski (PPGG/UFPR)
Geraldo Magela Costa (PPGG/UFMG)

Sessão Temática 2: Estado, planejamento e política
João Rovati (PROPUR/UFRGS)
Rosana Denaldi (PPGPGT/UFABC)
Heloisa Costa (PPGG/UFMG)

Sessão Temática 3: Desenvolvimento territorial, inovação e redes regionais
Cidoval Morais de Sousa (PPGDR/UEPB-CG)
Maria Encarnação Spósito (PPGG/UNESP-Pres.Prudente)
Humberto Eduardo Martins (PPGE/UFU)

Sessão Temática 4: Natureza, reprodução social e bens comuns
Maria Lucia Refinetti Martins (PPGAU/FAU-USP)
Ana Cláudia Cardoso (PPGAU/UFPA)
Klemens Laschefski (PPGG/UFMG)

Sessão Temática 5: Técnicas e métodos de modelagem e de análise socioespacial
Gustavo Givisier (MPRGC/UCAM-Campos)
Sandra Costa (PPG-PUR/UNIVAP)
Irineu Rigotti (Cedeplar/UFMG)

Sessão Temática 6: Cultura, saberes e identidades
Paola Berenstein-Jacques (PPG-AU/UFBA)
Brasilmar Nunes (NEUR/UnB)
Luciana Andrade (PPGCS/PUC-Minas)

Sessão Temática 7: Dinâmica imobiliária, habitação e regulação urbana
Fernanda Furtado (PPG-AU/UFF)
Mariana Fix (PPGDE/IE-Unicamp)
Denise Morado (NPGAU/UFMG)

Sessão Temática 8: Trajetórias das ideias, representações e experiências urbanísticas
Eneida Mendonça (PPGAU/UFES e PPGG/UFES)
Fania Fridman (IPPUR/UFRJ)
Fernanda Borges de Moraes (NPGAU/UFMG)

Sessão Temática 9: Desenvolvimento, pós-desenvolvimento e práticas transformadoras
Sandra Lencioni (PPGG/USP)
Virginia Elisabeta Etges (PPGDR/UNISC)
Roberto Luís Monte-Mór (Cedeplar/UFMG)

Sessão Temática 10: Emergências no campo dos estudos urbanos e regionais
Cibele Rizek (PPGAU/USP-São Carlos)
Circe Monteiro (MDU-UFPE)
Rita Velloso (EA/UFMG)

Normas para submissão de artigos e de sessões livres

Normas para Proposição de artigos
Os artigos poderão ser propostos por professores, pesquisadores e estudantes da área, e serão analisados por uma comissão científica, composta por especialistas no tema da sessão. A apresentação de artigos nas Sessões Temáticas e sua inclusão nos Anais estão condicionadas à inscrição e ao pagamento das taxas do evento por pelo menos um dos autores.

Condição – Cada autor poderá submeter no máximo dois trabalhos para Sessões Temáticas distintas. Nessa contagem serão computados os trabalhos submetidos pelo proponente como autor e como coautor.

Idiomas – Serão aceitos trabalhos nos seguintes idiomas: Português, Espanhol e Inglês.

Envio – Os trabalhos deverão ser encaminhados somente on-line através do sistema de submissão disponível no Website do evento.

Seleção – A Comissão Científica de cada uma das Sessões Temáticas selecionará os trabalhos com base na sua adequação à temática geral do evento, à originalidade da proposta, sua relevância e contribuição científica e acadêmica.

Artigos aprovados – Os artigos aprovados serão distribuídos em duas categorias: 1) os selecionados para apresentação oral no seminário e publicação nos Anais e 2) aqueles somente para publicação nos Anais.

Formatação dos Artigos
Tipo de arquivo
Microsoft Word (versão 97-2003 e seguintes).

Configuração das páginas
Tamanho do papel: A4
Margem superior: 3 cm
Margem inferior: 2 cm
Margem esquerda: 3 cm
Margem direita: 2 cm

Os capítulos, títulos e subtítulos deverão ser ordenados segundo os seguintes critérios
Título: Times New Roman, tamanho 14, caixa alta e normal.
Subtítulo: Times New Roman, tamanho 12 e negrito.
Sub-Subtítulo: Times New Roman, tamanho 12 e itálico.

Configuração do corpo do texto
Times New Roman, tamanho 12, parágrafo justificado.
Espaçamento entre caracteres e palavras: simples.
Espaçamento entre linhas: 1,5 linhas.
Deslocamento do parágrafo: 2 cm.
Número de palavras: mínimo de 4.000 e máximo de 6.000 palavras, incluindo bibliografia e notas de rodapé.
Numeração de páginas: Posicionar embaixo da página, à direita;
Utilizar fonte Times New Roman em tamanho 11, normal.
Tabelas, quadros, ilustrações e gráficos: Títulos em Times New Roman, tamanho 11, normal e justificado, sem deslocamento do parágrafo; Utilizar legendas com fonte Times New Roman em tamanho 10.
As notas de rodapé deverão ter a seguinte formatação: fonte Times New Roman, tamanho 9, parágrafo justificado.
Tamanho do arquivo: Máximo 3 Mb.

Conteúdo da primeira página
Título do trabalho, centralizado, em caixa alta.
Resumo do trabalho: Tamanho máximo de 250 palavras, em um único parágrafo, no mesmo idioma do trabalho.
Palavras-chave: três a cinco
Não poderá ser feita nenhuma identificação na primeira página, ou em qualquer outra, para garantir o anonimato da autoria. O sistema eletrônico de submissão irá atribuir um código de identificação para os artigos que serão avaliados. Trabalhos identificados serão desclassificados.

Referências bibliográficas
As referências bibliográficas devem respeitar o mesmo padrão de configuração do corpo do texto.
________________________________________
Referências Bibliográficas
As referências bibliográficas devem seguir obrigatoriamente o sistema Harvard. A orientação sobre esse estilo pode ser obtida no seguinte endereço da WEB: www.ua.pt/sbidm/biblioteca
Para citações no corpo de texto, deverá ser utilizado o seguinte modelo: (autor, data, p.XX). Ex: (Santos, 1996, p.58).

Normas para Proposição de Sessões Livres
Além de professores e pesquisadores, a critério do coordenador da Sessão, poderão participar estudantes, técnicos de órgãos da administração pública e representantes da sociedade civil.

As Sessões Livres reunirão expositores de no mínimo 3 instituições diferentes, de preferência com diversificação regional, e devem aglutinar 4 ou 5 exposições (incluindo o coordenador). A limitação de exposições a 4 ou 5 não exclui a possibilidade de o resumo de cada exposição ter coautoria. As propostas a serem enviadas pelos coordenadores devem ter o seguinte conteúdo:
a) resumo expandido de 1000 e 1500 palavras;
b) resumo de até 250 palavras de cada exposição da Sessão, inclusive a do coordenador.

Além dos critérios acima, a Comissão Organizadora, no processo de seleção, observará: se a temática proposta está inserida na temática geral do XVI ENANPUR; a originalidade da proposta; a relevância da proposta enquanto contribuição científica e acadêmica.

As Sessões Livres são autofinanciadas. A realização da Sessão Livre selecionada está condicionada à inscrição e ao pagamento das taxas do XVI ENANPUR por todos os seus integrantes. A duração da Sessão será de no máximo uma hora e 30 minutos. Cada professor ou pesquisador poderá participar de no máximo duas Sessões Livres e coordenar apenas uma delas. Os casos omissos nestes critérios/normas serão decididos pela Comissão Organizadora.

Formatação das Sessões Livres
(Utilizar as normas estabelecidas para os Artigos)
Título da Sessão Livre.
Proponente/coordenador: Nome completo, instituição e vínculo funcional.
E-mail.
Resumo da Sessão Livre: Entre 1000 e 1500 palavras.
Três palavras-chave.
Títulos das exposições individuais (entre 4 e 5 trabalhos, incluindo o coordenador).
Nome completo do expositor, instituição e vínculo funcional.
E-mail.
Resumo de cada apresentação: até 250 palavras.
Três palavras-chave.

Edições Anteriores